Patrocinado

Equipe de Blumenau classificada em torneio de Robótica

Equipe de Blumenau classificada em torneio de Robótica

Seis equipes do SESI de Santa Catarina - Concórdia, Brusque, Blumenau, Criciúma, Timbó e Rio do Sul- estão classificadas para disputar, em março, a etapa nacional do Torneio de Robótica FIRST LEGO League, o principal da categoria no país.

Os classificados foram conhecidos neste sábado dia 8, na fase regional da competição, realizada no SESI em Jaraguá do Sul.

Todas estão classificadas para a etapa nacional, o Torneio SESI de Robótica FIRST LEGO League (FLL), que ocorre em São Paulo, de 6 a 8 de março.

Os alunos de Blumenau, da equipe “Techmaker”, repetiram o feito de 2019 e venceram pela segunda vez consecutiva a categoria Gracious Profissionalism. Eles desenvolveram um projeto para reduzir as altas temperaturas em casas e prédios utilizando materiais recicláveis e encontrados na natureza. 

A maioria dos telhados verdes é composta de uma camada de solo ou de substrato de vegetação, podendo custar até 250 reais o metro quadrado. Por isso, o protótipo deles pode sair mais barato e ainda mantém a eficiência de outros tipos de coberturas como essa.

 

A estudante Rebeca Silva de 13 anos revela:

 

“A gente fez um teste com um protótipo em escala reduzida que mostrou que, no horário mais quente do dia, o telhado verde diminui em 13% a temperatura dentro da casa. O nosso telhado com bandeja custaria, em média, R$ 60 o metro quadrado”, revela a jovem, integrante do grupo. 

 

O Torneio SESI de Robótica FLL reunirá 100 equipes formadas por estudantes de 9 a 16 anos e promove disciplinas, como ciências, engenharia e matemática, em sala de aula.

Nesta semana, de 13 a 16 de fevereiro, ocorrem as últimas etapas regionais que classificam para o nacional. Os melhores times garantem vaga na etapa nacional, que ocorre em março, em São Paulo.

O objetivo é contribuir, de forma lúdica, para o desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais exigidas dos jovens.  

 

A sub-operadora regional do SESI de Santa Catarina, Estela de Sá garante:

"A participação no torneio de robótica (FLL) possibilita o aprender fazendo, onde cada estudante busca soluções inovadoras dentro da temática. Também faz com que cada um se inspire e se motive a seguir carreira nas áreas de ciência, engenharia, matemática, que o mercado tanto exige de profissionais nessa área."



Patrocinado