Patrocinado
Centro de Educação Alternativa produz material em braile para estudantes

Foto: Michele Lamin

Centro de Educação Alternativa produz material em braile para estudantes

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) realiza a produção de material didático específico para alunos com deficiência visual.

Essa é um das medidas utilizadas para garantir a inclusão de estudantes com deficiência nas salas de aula da rede municipal de ensino.

O trabalho é desenvolvido pelo Centro Municipal de Educação Alternativa (Cemea), por meio do setor de Produção e Adaptação de Material em Braile (Sepab).

Atualmente, oito crianças com deficiência visual estão matriculadas em escolas públicas e municipais.

Cada uma dessas crianças recebe um material específico, que foi preparado pelas professoras que atuam no Sepab.

O setor ainda fornece máquinas de digitação em braile para os estudantes, com as quais respondem às atividades e tarefas escolares.

Eles as utilizam durante todo o ano e ficam responsáveis pela manutenção.

Os professores repassam os temas, conforme o andamento do planejamento didático e o ritmo de aprendizagem da criança.

No Cemea são produzidos mapas, tabelas, provas, atividades e também reproduzidos livros didáticos e literários.

Para uma das alunas que está em fase de alfabetização, por exemplo, as professoras reproduziram o livro da Branca de Neve, com direito a ilustrações táteis.

Para a gerente de Educação Especial, Maria Luiza de Oliveira, este trabalho é de grande relevância, pois possibilita a efetiva aprendizagem e a inclusão:

“A produção do Sepab garante a universalização do atendimento educacional especializado. Em 2018, por meio de projeto apresentado ao Fundo da Infância e Adolescência, o setor receberá recursos para a compra de equipamentos que qualificarão esta prática”.

Patrocinado

Agenda

Abba - The History

Réveillon em Blumenau

Festa Virada 2019 - Moinho

Patrocinado
Patrocinado