Clique aqui para anunciar

Comissão da Câmara se uniu em esforços por mais efetivo policial

Comissão da Câmara se uniu em esforços por mais efetivo policial

A Comissão Legislativa Temporária Especial de análise de questões de segurança pública se reuniu na segunda-feira, com deputados estaduais para cobrar união nos esforços por mais efetivo policial na cidade, além de avançar nas conversações sobre transformar o terreno que atualmente abriga o prédio do antigo Centro de Saúde na Rua Itajaí, em um espaço destinado para a Central de Polícia Civil.  

 

A Comissão Legislativa Temporária Especial de análise de questões de segurança pública se reuniu, no dia 07, estiveram presentes na sala de reuniões do Plenário:

  1. Presidente da comissão, vereador Jens Mantau;

  2. Parlamentar Alexandre Caminha;

  3. Vereador Jovino Cardoso Neto;

  4. Deputado estadual Jean Kuhlmann;

  5. Deputado estadual Ismael dos Santos;

  6. Assessor da deputada estadual Ana Paula Lima, Aroldo Bernhardt;

  7. Assessores de outros parlamentares do Poder Legislativo municipal e dos deputados.

A reunião serviu para juntar forças na cobrança por mais efetivo para a Polícia Militar de Blumenau.

Alem disso, os participantes apresentaram outras reivindicações nesta área, como:

  1. Investimentos em mais câmeras de videomonitoramento;

  2. Conhecer o funcionamento daquelas que já foram implantadas;

  3. Mais viaturas e equipamentos policiais;

  4. Melhoria no atendimento da Polícia Civil na confecção de Boletins de Ocorrência;

  5. Criação da Guarda Municipal de Trânsito.

O presidente Jens Mantau, lembra que aguarda uma posição do secretário de Segurança Pública, César Grubba, sobre a quantidade de policiais que virão para Blumenau:

“A comissão fez contato com os nossos representantes na Assembleia para convidá-los a se unirem aos vereadores, às entidades de classe, à prefeitura, na busca por resultados para a cidade. Uma das nossas reivindicações é o envio de pelo menos 120 policiais militares para a cidade do total que vai se formar no fim do ano. Para que isso aconteça nós precisamos nos organizar”.

O deputado Ismael dos Santos concordou que a falta de efetivo é um dos grandes desafios na área da segurança, e falou sobre os avanços nas conversações com o secretário Grubba sobre transformar o terreno que atualmente abriga o prédio do antigo Centro de Saúde na Rua Itajaí, ao lado da Rede Feminina de Combate ao Câncer, em um espaço destinado para a Central de Polícia Civil.

“Com este projeto é possível otimizar os serviços, trazendo também o Instituto Geral de Perícias (IGP) e a Delegacia da Mulher para o espaço, melhorando o atendimento à população blumenauense, mas também garantindo a sensação de segurança e revitalizando aquela área. É um grande desafio. O orçamento é de cerca de 5 milhões e o projeto arquitetônico do espaço já está pronto. Essa será a nossa luta daqui para frente”.

O deputado também deu suas contribuições como presidente da comissão permanente de Prevenção e Combate às Drogas na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc).

Segundo Ismael, de cada 10 crimes, sete estão ligados ao narcotráfico, além de ralatar que a comissão trabalha com a prevenção, a repressão às drogas, além da ressocialização e a legislação, esta última podendo ser nas esferas municipal, estadual e nacional.

“Isso no intuito de criar projetos que venham contribuir para maior segurança do cidadão e evitar que uma nova geração de jovens venha de forma cada vez mais precoce se inserir no mundo das drogas”.

Jean Kuhlmann trouxe ao debate o papel fundamental do Poder Legislativo municipal de cobrança nas questões de segurança pública, e ainda assinalou como é importante fazer este diagnóstico na cidade para buscar os resultados:

“A Câmara é o primeiro contato da população com o poder público. Ela estando ativa, agindo com firmeza e determinação, reunindo informações, fazendo diagnósticos, cobrando e mobilizando a sociedade, também ajuda no nosso trabalho como deputados. Por meio dos diagnósticos que a Câmara está fazendo, teremos os números concretos para fazer essa cobrança”, apontou.

No final da comissão,  o presidente informou que no dia 10 desse mês, vai acontecer uma reunião, às 13 horas, no Plenário, também para tratar sobre a segurança pública.

A próxima reunião da comissão está marcada para o dia 24 de agosto, às 11 horas, na Câmara de Vereadores.

 

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado