Clique aqui para anunciar

Seleção de Talentos: o que é necessidade e o que é opcional

Seleção de Talentos: o que é necessidade e o que é opcional

Por: Fundação Fritz Müller

A discussão que tomava conta da sala de reuniões era sobre Paulo, o novo contratado para assumir a gerência do departamento de contas. Renato, o gerente geral da empresa, não concordava com Ana, a recrutadora. Ele a chamou na sala de reuniões para dizer que havia passado pelo setor que Paulo ocupava há uma semana, e o visto exercendo uma autoridade desrespeitosa com um colaborador. Isso era inadmissível para os princípios da empresa e ela deveria ter percebido essa característica quando o entrevistou para o cargo. Ana se defendeu dizendo que Paulo tinha o melhor currículo entre todos os candidatos e que, ainda assim, ele realmente demonstrou estar preparado, não apresentou sinal de arrogância ou insegurança, o que poderia ser um alerta para atitudes como a que Renato viu. Mas agora, Ana sabia que era sua responsabilidade fazer algo a respeito. De fato, e ela concordava, a empresa não aceitava um comportamento desrespeitoso e ofensivo, seja qual fosse o motivo.

Ana deixou a sala de reuniões e foi em direção à sala de Paulo, focada em resolver essa questão no mesmo instante. Mas no meio do caminho sua consciência a fez parar e ela resolveu ir para sua sala primeiro. Quase cometeu o erro de agir sem pensar. O que ela diria ao chegar na sala de Paulo? Como abordaria o assunto, já que ainda não sabia o que tinha acontecido de verdade? Ela sentou-se e começou a recordar a entrevista que fez com ele para tentar captar sinais de sua personalidade que pudesse não ter prestado tanta atenção.

Então, Ana resolveu botar em prática sua empatia, que tanto fazia questão de usar com as pessoas, e agiu como gostaria que o RH agisse com ela, se estivesse na posição de Paulo. Ela tinha completa consciência de como é fundamental ter cuidado com as palavras para que recebesse uma resposta sincera e pudessem solucionar o ocorrido. Tomada a decisão, Ana levantou-se e caminhou até a sala de Paulo, bateu à porta e abriu. Paulo deu-lhe um simpático sorriso, convidando-a para entrar. Ela foi direto ao ponto, explicou com cuidado que Renato havia questionado uma atitude que viu e gostaria de saber o que havia de fato acontecido. Paulo ajeitou-se na cadeira enquanto pensava na resposta, e seu olhar pareceu nervoso ao lembrar do ocorrido. Ele pediu desculpas à Ana, pois sabia que não deveria ter agido daquela forma, disse que estava trabalhando esse comportamento e que não queria ser demitido novamente por conta de um pequeno descontrole emocional. Ana ouviu em silêncio e na mesma hora sentiu-se fracassada com sua entrevista, pois não tinha ideia dessa característica que Paulo acabara de confessar. Percebeu naquele instante, assim como você também deve ter percebido, que havia deixado de realizar algumas pesquisas que poderiam ter-lhe apontado este fato. Ela não tinha o hábito de perguntar sobre as demissões passadas dos candidatos, quem sabe Paulo teria dado a informação se ela o tivesse questionado. Ela também não havia entrado em contato com a empresa anterior do candidato para se informar.

E agora? Qual seria a atitude que Ana deveria tomar? Poderia considerar-se falha e admitir a Renato que errou? Demitir Paulo antes que ele repetisse o erro seria justo, ou deveria oferecer ajuda em seu problema? O que você faria em uma situação dessas?

Queremos levantar aqui uma questão importante que envolve a necessidade e a eficácia das técnicas de recrutamento, sua correta aplicação, junto ao bom senso do profissional recrutador. Cada leitor certamente terá uma visão da situação, alguns não acharão que isso é um problema, outros acharão inadmissível. Situações como esta são frequentes e é preciso estar preparado para tudo.

No curso de Seleção de Talentos oferecido pela FFM, muitas questões são levantadas para aprimorar os conhecimentos dos profissionais recrutadores, dando a oportunidade de trocarem experiências e aprenderem novas técnicas, fazerem uma análise do mercado atual e saírem com uma visão renovada do seu trabalho. O curso acontecerá nos dias 21 e 22 de setembro em Blumenau. Aproveite esta oportunidade!

Linha Direta

Fundação Fritz Müller 
(47) 3057-8001 
www.fundacaofritzmuller.com.br

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado