Patrocinado

11 pessoas internadas com suspeita de coronavírus em Blumenau

11 pessoas internadas com suspeita de coronavírus em Blumenau

 

Blumenau fechou esta terça-feira com o mesmo número de pessoas infectadas pelo coronavírus de ontem: 9.

11 pessoas estão internadas em hospitais com sintomas parecidos com o coronavírus.

Duas delas estão em UTI.

As informações foram prestadas há pouco pelo prefeito Mário Hildebrandt, em live nas redes sociais.

O prefeito disse que nenhum dos casos dos internados está confirmado como sendo coronavírus, mas que a prefeitura decidiu observá-los com atenção.

Todas passaram por exames contratados pela prefeitura, mas os resultados ainda não sairam.

 

Veja as principais declarações:

 

  1. Das 9 pessoas infectadas na cidade, apenas uma teve seu exame confirmado pelo Lacen, o laboratório oficial do Governo do Estado. As outras oito foram identificadas por testes em laboratório privado contratado pela prefeitura.

  2. Os exames delas ainda não foram confirmados pelo Lacen.

  3. O governador Moisés afirmou que terá de atrasar salários de servidores estaduais. O prefeito Márrio disse que não há previsão de atraso na folha de pagamento dos servidores.
    Isso irá depender da queda da arrecadação e da ajuda do governo federal.

  4. A prefeitura suspendeu diversas obras como forma de economizar recursos contra o coronavírus. Contratações que estavam previstas foram suspensa.

  5. O presidente da Câmara Marcelo Lanzarin esteve presente informando que os vereadores aprovaram por unanimidade devolver R$ 1 milhão para aplicação no combate ao coronavírus.
    Mais 7 milhões devem ser economizados até o final do ano para ajudar nas despesas da prefeitura.


 

DESATENÇÃO DO GOVERNADOR

 

O prefeito Mário Hildebrandt reclamou de falta de comunicação com o Governo do Estado.

O prefeito afirmou que não consegue acesso ao governador e até mesmo secretário.

Hildebrandt afirmou que não contesta as decisões do governador Moisés, mas que as decisões dele não têm a participação e o conhecimento de prefeitos antes de sua publicação.

Hildebrandt afirmou que prefeitos de Joinville, Balneário Camboriú, Palhoça e Florianópolis relatarm as mesmas dificuldades.

Uma reunião dos prefeitos com a Fecam, a federação dos municípios, estava agendada para debater o assunto.

 



Patrocinado
Patrocinado

Agenda