Patrocinado
Como funcionam os aparelhos auditivos

Como funcionam os aparelhos auditivos

Conteúdo oferecido por Comunicare Aparelhos Auditivos.
Leia esta e outras notícias sobre saúde e bem estar no Blog da Comunicare.
A Comunicare Aparelhos Auditivos é uma empresa voltada à reabilitação auditiva de excelência. 
Em Blumenau estamos na rua Floriano Peixoto, 433.
Edifício Paul Cézanne, Loja 5, no bairro Jardim Blumenau.
Telefone: (47) 3288-0895.



Como funcionam os aparelhos auditivos e seus benefícios para o usuário?


Saber como funcionam os aparelhos auditivos é o primeiro passo para entender a importância de usá-los em casos de surdez, principalmente na terceira idade.

Eles representam um meio não só de melhorar a capacidade auditiva, mas de conseguir aproveitar mais a vida.

Os aparelhos auditivos têm evoluído e tornado-se mais sofisticados com o avanço da tecnologia, oferecendo cada vez mais conforto e interatividade para quem os utiliza. Com a perda de audição no envelhecimento, essa tecnologia ganha ainda mais utilidades.

Se você tem uma pessoa amiga ou um parente que apresenta perda de audição, acompanhe a leitura deste artigo para entender como funcionam os aparelhos auditivos e os seus benefícios. A saúde auditiva pode transformar a vida das pessoas.

Confira!
 

Como funcionam os aparelhos auditivos?

Os tipos de aparelhos auditivos, com os seus diferentes tamanhos e especificações, funcionam basicamente da mesma maneira. Mas, antes de entender como funcionam esses instrumentos que amplificam as ondas sonoras, é indispensável saber como atuam no sistema auditivo humano.

 

Abaixo, veja como atua o sistema de audição do corpo humano e a tecnologia do aparelho auditivo.

 

O sistema de audição do corpo humano

O sistema auditivo é dividido em três partes:

1) O ouvido externo

2) O ouvido médio

3) O ouvido interno

A causa da perda de audição se encontra em uma dessas regiões.

É a partir de um exame auditivo que a raiz do problema é localizada e os fonoaudiólogos identificam o modelo de aparelho mais apropriado para cada paciente.

  • O ouvido externo é a região em que são localizados o pavilhão auricular (a orelha) e o canal auditivo, parte autolimpante na qual se produz a cera de ouvido. A função dessas duas regiões é captar o som é levá-lo ao tímpano, localizado no ouvido médio.

  • O ouvido médio é a região localizada na parte de atrás do tímpano e tem a função de receber as ondas sonoras para transmiti-las ao ouvido interno via ossos presentes nesse caminho. Os pequenos ossos do ouvido médio vibram para manter o controle da energia sonora, evitando que ela se dissipe, para chegar ao seu destino: o ouvido interno.

  • O ouvido interno é formado pelo labirinto e a cóclea, regiões importantes para a “decodificação” do som. É nessa parte do sistema auditivo que as vibrações sonoras se transformam em impulsos elétricos e são transmitidas ao cérebro. Dessa forma, esses impulsos nervosos são processados pelo cérebro e reconhecidos como som.

 

A TECNOLOGIA DO APARELHO AUDITIVO

Todo aparelho auditivo é composto por microfone, amplificador e receptor. O conjunto desses três componentes tem a função de melhorar a amplificação sonora e ajudar o trabalho da cóclea.

O microfone capta o som do ambiente externo, que é processado e enviado ao amplificador, cuja função é aumentar a potência dos sinais. Por meio do receptor, as ondas são direcionadas ao ouvido interno. No ouvido interno, os sons se transformam em impulsos elétricos e são enviados para o cérebro.

Com o avanço dos aparelhos auditivos, muitos acessórios são especificamente desenvolvidos para evitar problemas, como ruídos do ambiente. Além do mais, hoje, já é possível adquirir uma gama de acessórios para aparelhos auditivos, a fim de ganhar mais conforto e conectividade com as tecnologias do dia a dia.


Por que considerar o uso do aparelho auditivo?

  • Além de saber como funcionam os aparelhos auditivos, vale a pena entender melhor quais são os benefícios dessa tecnologia no dia a dia do paciente.

  • A seguir, reunimos os principais motivos que levam pessoas que sofrem com a perda de audição a finalmente fazerem uso de um aparelho auditivo.

 

Qualidade de vida

  • Um dos problemas mais preocupantes da progressiva perda de audição, principalmente na terceira idade, é o isolamento. Diante da necessidade frequente de pedir para as pessoas repetirem o que disseram, muitos preferem ficar em casa. O mais difícil é que, a partir desse problema, podem surgir outros mais graves, como a depressão e a ansiedade.
  • Tudo isso resulta em uma perda considerável de qualidade de vida; perde-se o bem-estar de viver entre amigos e familiares. O uso do aparelho auditivo, nesse contexto, representa muito mais que ampliar a capacidade de escutar. Trata-se, no final das contas, de uma solução que proporciona mais confiança e oportunidades de se divertir em grupo.

 

Maior independência

  • A retomada da percepção sonora é a chave para a independência na vida de quem sofre com a perda de audição, e o uso do aparelho auditivo tem proporcionado esse estado a muitas pessoas.

  • Ouvir é usufruir de mais um sentido para interagir com o mundo à sua volta. Isso é favorável não só em momentos de diversão, mas também em momentos que exigem atenção para garantir segurança no dia a dia.

  • Sinais de ajuda, como o toque de uma ambulância, passam a ser percebidos com facilidade e clareza quando se está usando a total capacidade auditiva.


Imersão nas tecnologias

  • O uso do aparelho auditivo permite que as dificuldades de audição não sejam mais uma barreira para se beneficiar da tecnologia.

  • Um bom exemplo está no momento de aproveitar os programas de TV da melhor forma. Hoje, já é possível usar um acessório para conectar o som da TV ao microfone do aparelho auditivo, proporcionando um som claro e sem ruídos diretamente dessa tecnologia.

 

Por que contar com profissionais ao escolher o aparelho?

  • O atendimento realizado por fonoaudiólogos experientes e treinados proporciona um suporte diferenciado e a adaptação dos pacientes aos aparelhos auditivos.

  • Na hora de escolher o melhor aparelho, é importante contar com uma instituição com vasta experiência no mercado e que apresente todo o suporte necessário em caso de dúvidas e ajustes. Esse cuidado é essencial para o paciente conseguir se adaptar de maneira rápida e fácil ao novo aparelho auditivo.

  • Além de garantir o conforto necessário, o atendimento especializado trabalha com valores justos, baseados na honestidade e na qualidade dos produtos e serviços.
     

Entendeu como funcionam os aparelhos auditivos?

Você já conhece a Comunicare Aparelhos Auditivos?

Estamos no mercado desde 2004 e proporcionamos uma audição mais natural por meio desses equipamentos.

Para conhecer as nossas soluções, acesse agora o nosso site: www.comunicareaparelhosauditivos.com


Patrocinado