Patrocinado
Outros tempos, outras ideias

Guilherme na inauguração: sem divisórias entre chefes e os funcionários

Outros tempos, outras ideias

Por Carlos Tonet
Editor do Jornal de Blumenau

 

Estive na inaiguração da nova sede da HBSIS Ambev em Blumenau.

Essa nova configuração vai transformar Santa Catarina no principal polo global de inteligência em serviços da multinational.

Esse jovem rapaz de camisa branca jeans e aparência jovial (foto) é o Guilherme.

Praticante de Ironman, triathlon e maratona.

Veio de São Paulo pra dirigir a operação de TI da Ambev para o mundo todo, que vai ficar em Blumenau, gerando 1.200 empregos.

É o CEO do troço, o cara que manda na parada.

Guilhermão não tem sala.

Assim como não têm salas os gestores da Philips em Blumenau.

Em ambas as duas empresas os gerentes e diretores sentam em banquetas de bancadas espalhadas aqui e ali pra trabalhar.

Ou sentam nas mesonas com os funcionários.

Ou vão para uma das salas de reuniões ou na cafeteria, ou em algum sofá num canto.

O que significa que qualquer empregado pode pegar os caras a laço pra dizer qualquer coisa a qualquer hora.

E também significa que o boss pode andar pela empresa caçando alguém com o perfil que ele queira, pode trocar ideias, passar desafios, sentir a vibe das pessoas e ir moldando o time do jeito que quer.

Outros tempos, outras ideias.


Patrocinado