Clique aqui para anunciar

Governador de SC garante passagem de comboio com carga viva e ração

Governador de SC garante passagem de comboio com carga viva e ração

O governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, informou que a Polícia Militar está mobilizada e à disposição para garantir a passagem de comboios de caminhões, especialmente aqueles que estão transportando cargas vivas e ração para a agroindústria.

A informação foi dada ontem, dia 25, em Florianópolis, durante reunião de diretoria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC).

Na tarde desta quinta-feira, dia 24, a Justiça Federal concedeu liminar em ação impetrada pela FIESC que garante a todas as empresas associadas aos sindicatos filiados livre trânsito nas rodovias federais que cortam Santa Catarina. 

Clique aqui e veja a íntegra do despacho

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, ressaltou que a entidade tem recebido muitas manifestações de todo o setor industrial: 

"Vamos continuar vigilantes e atuantes. A greve afeta toda a economia. Estamos com muitas indústrias que têm exportação sem poder cumprir os prazos. O comprador internacional não quer saber se tem greve ou não. O descumprimento do prazo acaba resultando em ônus adicional para os produtores, como multas, além da credibilidade que é afetada. E a questão da agroindústria é dramática”.

Moreira disse que o gabinete de crise do governo tem acompanhado a situação no estado e que o grupo de inteligência da Secretaria de Segurança Pública está buscando contato com os líderes do movimento:

“Estamos com cartazes nos caminhões e distribuindo panfletos mostrando a importância de deixar passar animais vivos e a ração para alimentá-los porque isso significa crueldade animal. Estamos atendendo as solicitações, não individualmente, mas em comboios, por razões óbvias de condições de atendimento. Todas as equipes estão à disposição de solicitações. Estávamos com a primeira carga de exportação de carne suína para a Coreia do Sul. Foi uma luta histórica para conseguir e agora atrapalhada por essa situação". 

Patrocinado