Patrocinado
Comportamento do recrutador influencia comportamento do candidato

Comportamento do recrutador influencia comportamento do candidato

Por: Fundação Fritz Müller

A entrevista de emprego é o momento que o recrutador tem para fazer uma avaliação completa do candidato à vaga, por isso, é fundamental que haja um bom planejamento antes de realizá-la. Neste planejamento deve constar uma sequência do que você precisa observar e questionar ao candidato para ter certeza de que o perfil dele se encaixa nos requisitos da empresa.

Mas não significa que só porque você tem um bom roteiro, o qual considera suficiente para obter as informações que deseja, sua entrevista será um sucesso, afinal, não depende só de você. Se o candidato não lhe passar as informações verdadeiras, todo o processo será um engano. Para evitar ao máximo este tipo de comportamento procure, antes de tudo, criar uma atmosfera agradável deixando o candidato à vontade para ser ele mesmo.

Além do roteiro, o que faz parte desta “atmosfera receptiva” é preparar seu corpo e sua mente para serem completamente imparciais quanto a possíveis preconceitos, pois seu foco deverá estar nas habilidades do entrevistado e não na roupa que ele veio vestido, por exemplo. Apesar de que, para uma avaliação específica de comportamento, este detalhe poderá ser útil, mas as anotações que você fizer não devem ressaltar sua opinião, e sim, se a roupa que ele escolheu reflete ou é relevante ao que a empresa espera dele para a vaga oferecida.

Dessa mesma forma, com anotações imparciais, é importante investigar sobre seus hábitos, vícios, vocabulário, dar exemplos de situações que você já sabe que ele encontrará no dia a dia da empresa para saber qual seria sua postura ao tomar uma atitude importante ou quando for se relacionar com os colegas de trabalho. Tudo isso de forma cordial para que ele não se sinta pressionado a dizer o que você quer ouvir em vez de dizer a verdade. Lembre-se de que ele estará nervoso e quer ser aprovado, então, tentando fazer o melhor, poderá ser induzido ao contrário. Tome cuidado para não ser o responsável por prejudicar o andamento da entrevista.

O que o candidato espera

Falando um pouco da perspectiva do candidato, lembre-se que um dia você também foi um. O que você esperava quando participava de entrevistas? Certamente, antes de tudo, esperava ser bem recebido, de forma igual a todos os outros candidatos, caso estivessem dividindo a mesma sala de espera. Isso se refere ao que citamos anteriormente sobre preparar uma atmosfera positiva e a você concentrar-se para ser imparcial, o que não significa ser frio. Quando o recrutador mal olha nos olhos do candidato ou fica olhando demais para ele da cabeça aos pés, com toda certeza ele ficará desconfortável. Esta definitivamente é a maneira errada de querer demonstrar seriedade ou, até, querer demonstrar que a vaga vai exigir que ele trabalhe sob pressão.

Outro ponto importante que o candidato espera é que, após a entrevista, caso ele não tenha sido selecionado, ainda assim receba uma ligação ou e-mail de resposta agradecendo sua participação. Você pode achar que isso não faz diferença, mas pensando de forma global, em nome da empresa, tratar bem e ter consideração por todas as pessoas que se aproximam em busca de uma oportunidade é demonstrar que a empresa tem valores e preza pelo respeito. É esta a imagem que precisa passar e é isso que deseja que os candidatos falem sobre ela, mesmo que não tenham sido aprovados.

Cada candidato é diferente do outro, por isso, alguns esperam ter mais tempo para falar de suas habilidades, enquanto outros irão responder com mais “sim” e “não”. Portanto, cabe ao recrutador ter a sensibilidade de compreender as características de cada um e fazer as perguntas certas, induzindo uma resposta mais longa ou mais curta. Ter paciência e não interromper a pessoa também é fundamental para que ela se expresse da melhor forma possível, por isso, separe um período de tempo adequado e confortável para conhecer bem cada candidato.

Estas são dicas gerais de comportamento para um bom andamento da entrevista de emprego, mas existem diversas técnicas, muito específicas, que aprimoram cada vez mais o processo de seleção, deixando-o mais assertivo na escolha do profissional ideal. Para conhecer estas técnicas e trocar experiências com outros profissionais da área, convidamos você a conhecer o curso de Planejamento de Entrevistas: Seleção, Feedback, Solução de Problemas e Desligamento que aborda do início ao fim do processo, repleto de exemplos práticos e apresentando diferentes tipos de entrevistas para usar em diferentes situações. Qualifique seu processo de seleção e garanta mais assertividade nos recrutamentos, elevando o nível de entrega dos resultados da empresa.

Conheça este e outros cursos oferecidos pela Fundação Fritz Müller em nosso site e acompanhe as novidades em nossas redes sociais. Se preferir, ligue 47 3057 8001 e obtenha todas as informações.

Linha Direta

Fundação Fritz Müller
(47) 3057-8001
www.fundacaofritzmuller.com.br

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado