Patrocinado
Onde encontrar os menores juros para financiar seu imóvel

Banco do Brasil e Caixa nem sempre oferecem as menores taxas de juros

Onde encontrar os menores juros para financiar seu imóvel

A ideia de que as taxas de juros da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasilsão sempre menores para financiar imóvel já virou lenda. A verdade é que bancos privados podem ser tão ou mais competitivos, conforme o perfil e a modalidade de crédito escolhida.

Pesquisar é palavra de ordem quando se fala no parcelamento que, provavelmente, será o maior da sua vida.

Há dois modelos de taxas de juros: pré-fixadas, quando, ao assinar o contrato, você sabe exatamente o total de juros que pagará até o final do financiamento; e pós-fixadas, que normalmente acompanham a Taxa Referencial (TR), a mesma que serve de base para os rendimentos da poupança.

Em cada uma dessas modalidades, há taxas reguladas e de mercado. O primeiro grupo é regulado pelo Sistema Financeiro de Habitação, que parcela imóveis de até 750 mil reais nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal, e de 650 mil reais nos demais estados. Essas taxas costumam ser mais baixas do que as de mercado.

Nem todos os bancos financiam por todas as modalidades. Em setembro o Banco do Brasil, apresentou taxas pré-fixadas reguladas de 0,96% ao mês e 12,14% ao ano, e pós-fixadas de 0,59% ao mês e 7,36% ao ano.

Custo Efetivo Total (CET)

As taxas de juros já dão uma boa ideia do custo do financiamento, mas elas não são suficientes para tomar a decisão de onde financiar seu imóvel. O mais importante é comparar o Custo Efetivo Total (CET) do crédito, que inclui na conta, além dos juros, outros serviços cobrados pelo banco.

Para fazer essa pesquisa, você pode usar os simuladores dos sites, que são obrigados pelo BC a fornecer o CET. O site Canal do Crédito também faz essa comparação entre os bancos.

O CET varia, especialmente, conforme o valor do imóvel a ser financiado e a idade do responsável, que pode encarecer o seguro cobrado pelo banco. Existe, ainda, a possibilidade de trocar o seu financiamento de banco, por meio da portabilidade.

Vale a pena tentar negociar a taxa de juros do financiamento se você já é cliente antigo do banco e é reconhecido como um bom pagador.

Algumas construtoras financiam só por um banco específico. Assim, outra dica é escolher o imóvel, também, por esse critério, já que você pode perder muito dinheiro ao financiar imóvel por taxas de juros altas.

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado