Patrocinado
Treinamento Organizacional: sua empresa está realmente preparada para a mudança que deseja fazer?

Treinamento Organizacional: sua empresa está realmente preparada para a mudança que deseja fazer?

Por: Fundação Fritz Müller

Hoje em dia os cursos, programas e treinamentos dos mais variados tipos estão sendo demasiadamente requisitados por empresas de todos os portes que buscam manter-se atualizadas com as exigências do mercado e com as mudanças nos relacionamentos interpessoais e novos modelos de gestão. Mas, mudar a postura de uma empresa, muitas vezes é como mudar determinados hábitos de uma pessoa: é mais difícil do que parece, pois falar é muito mais fácil do que colocar em prática.

Quando os gestores, gerentes ou o RH de uma organização procuram um treinamento poderoso para motivar seus colaboradores, por exemplo, é claro que foi detectada uma necessidade de melhoria. Mas, até onde a organização está disposta a investir em uma solução efetiva ou de longo prazo?

É preciso haver bom senso

É papel da empresa que oferece determinado treinamento, deixar bem claro quais são suas diretrizes, pré-requisitos e objetivos. Muitas vezes, a organização que procura pelo serviço não tem certeza se está buscando a solução correta, sendo que o investimento em um treinamento corporativo é alto o suficiente para que ela compre um serviço sem ter certeza do que está fazendo. Tanto da parte que procura, quanto da que oferece este tipo de serviço, é preciso que haja uma conversa franca sobre suas responsabilidades e um alinhamento dos objetivos antes de fechar negócio.

Outro ponto fundamental é que a empresa contratante precisa estar ciente de que existe uma série de fatores variáveis que podem prejudicar o andamento ou o resultado do treinamento, como a mudança das lideranças, que influencia diretamente no funcionamento de um setor. O comportamento dos colaboradores é reflexo do comportamento do seu líder, portanto, de nada valerá realizar um treinamento de Inteligência Emocional, por exemplo, se depois o gestor irá contratar um gerente linha dura, que não aceita opiniões, só porque ele já trouxe determinados resultados à última empresa em que trabalhou. Será o mesmo que jogar o investimento do treinamento no lixo. Da mesma forma, de nada adianta contratar um treinamento de 5S porque você acha que sua empresa está visualmente bagunçada, se você não reservar um investimento para as melhorias do ambiente de trabalho, novos equipamentos, ergonomia para os colaboradores, entre outras necessidades que este treinamento exige para ser eficaz.

É fundamental que a empresa contratante do serviço tenha claro que uma mudança verdadeira envolve todas as partes, setores e hierarquias, pois a empresa é uma só e deve caminhar em harmonia.

Não é de hoje

No Brasil existe o hábito do “esquecimento induzido” e do “deixa assim que já tá bom”. Desde os primeiros anos escolares, as escolas públicas ensinam que você precisa de tal nota para passar de ano, em vez de ensinar que a nota é só um reflexo do real aprendizado. Ou seja, desde pequenos aprendemos que só temos que fazer o que é de nossa obrigação e que, o quanto antes nos livrarmos de nossas tarefas, mais sobra tempo para descansar. E é com este pensamento que crescemos e continuamos a fazer só o que precisamos; não o máximo que podemos; nunca o nosso melhor. Quando ingressamos no mercado de trabalho já começa a falta de compromisso com as pessoas e a empresa: a despreocupação em avisar um atraso em uma reunião, em deixar determinadas tarefas para amanhã porque ninguém vai cobrar, apontar erros e culpar outras pessoas para não ficar com a responsabilidade para si e por aí vai.

De nada adianta treinar seu time de gerentes para motivarem suas equipes, se um mês após o treinamento ninguém mais estiver falando sobre o assunto e todos se reacomodarem ao modelo antigo. Por isso, é preciso que haja uma mudança vital de pensamentos e hábitos, desde a base da empresa. Os colaboradores mudam quando se sentem participativos e agentes da mudança. Dessa forma, é possível transformar o “pensamento escolar” citado acima, para um pensamento profissional coletivo que considera o bem de todos para o crescimento da organização.

Continue confiando no poder dos treinamentos

Tudo isso não é para você pensar que treinamentos não valem a pena, pelo contrário, valem muito, mas considere estar preparado para a transformação, e o sucesso certamente aparecerá em pouco tempo. Outro ponto importante é manter um acompanhamento depois que o treinamento terminar, para que haja um programa de incentivo, já que o objetivo é uma mudança de comportamento individual antes de tudo. As pessoas precisam de incentivo constante para criar novos hábitos. E se você é o gestor, líder ou dono do negócio, esta mudança deve começar por você.

Acesse www.fundacaofritzmuller.com.br e conheça nosso portfólio de cursos e treinamentos.

Linha Direta

Fundação Fritz Müller
(47) 3057-8001
www.fundacaofritzmuller.com.br

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado