Clique aqui para anunciar

Proatividade e gentileza são premissas para todos os membros de uma equipe

Proatividade e gentileza são premissas para todos os membros de uma equipe

Dentro da hierarquia organizacional, cada colaborador é sim fundamental. Se não fosse, sua função poderia ser extinta da empresa. Por isso, não é só papel do gestor estar atento a tudo que acontece durante a rotina de trabalho e sugerir melhorias de processos. Atualmente, com o modelo de gestão horizontal sendo implantado em empresas de diversos portes, espera-se que cada colaborador seja um “gestor da sua atividade” em harmonia com o todo. Você age dessa maneira?

Se tem uma situação que causa desconforto em uma equipe de trabalho é quando parte dos colaboradores não estão conectados com a empresa, enquanto os demais estão. Quando você é um dos colaboradores conectados e esbarra em um processo que não está fluindo, sugerindo melhorias, então ouve dos colegas desconectados que “isso não é problema meu”, simplesmente não funciona. Enquanto essa situação não mudar, o processo não irá fluir. Mas o que causa essa desconexão de determinados colaboradores? Ou a pergunta seria: por que eles nunca se sentiram conectados? É preciso analisar a situação, pois o erro pode estar vindo de qualquer lugar, talvez até de você, que se considera um membro efetivo e relevante para sua equipe.

Um profissional que não se atrasa, dá o seu melhor para solucionar as questões do dia a dia, faz hora extra quando solicitado, não falta por qualquer motivo, merece sim ser reconhecido e elogiado. Mas essas características são o mínimo esperado pelo seu gestor. Tudo bem, a parte da hora extra não precisa entrar na lista, mas sejamos realistas, faz diferença. Quando você cumpre essas necessidades primárias, chega o momento de pensar nas secundárias, que envolvem o seu autodesenvolvimento; a maneira que você escolhe se relacionar com tudo e todos a sua volta. Isso inclui um “bom dia” bem dado a todos, um “obrigado pela sua ajuda”, “pode contar comigo quando precisar”, “vi que você está com dificuldade nisso e tenho uma sugestão”, “pesquisei um nicho para o nosso projeto (sem ninguém precisar pedir)”. Seja sincero, não é muito mais agradável e motivador trabalhar ao lado de pessoas que agem dessa forma? Que fazem questão de serem educadas e gentis? Certamente.

Agora, principalmente quando você é o gerente da sua equipe, todas estas características tornam-se necessidades primárias. As suas secundárias vão além, envolvendo a liderança e a tomada de decisões que lhe competem. Você precisa estar preparado para quando um colaborador lhe informar que algo deu muito errado. Precisa saber que você pode dar um chilique interno, mas o seu olhar deve ser de quem está pensando: “tudo bem, vamos lá resolver juntos”, e paralelamente seu cérebro já deve estar criando todas as soluções possíveis, sem que isso envolva culpar alguém (pelo menos não em público, por favor!). E para que você consiga desenvolver estas habilidades, caso não as tenha, será necessário um período de reflexão, escuta e troca de experiências para analisar seu comportamento e determinar o que deseja se tornar e oferecer às pessoas. Afinal de contas, os resultados dessa mudança são importantíssimos, como a diminuição de falhas, aumento da atenção e da dedicação da equipe, aumento da compreensão, do respeito e da confiança nos relacionamentos interpessoais e o foco no que realmente importa, já que não haverá mais necessidade de perder tempo de trabalho se preocupando com conflitos pessoais entre colaboradores. Tudo isso é resultado positivo para a empresa, pois é a base para que os processos funcionem e a organização cresça saudável e beneficiando a todos. Cada vez mais, existe a consciência de que uma empresa é feita por pessoas, pois até se os processos mecânicos não funcionarem, uma equipe unida e proativa pode solucionar o problema e seguir em frente. Já se todos os processos mecânicos forem perfeitos, de nada servirão sem um grupo de pessoas qualificadas e motivadas para dar sentido à existência deles.

Você faz parte do grupo que acredita que sempre há o que melhorar? Então convidamos você a conhecer o Programa de Desenvolvimento Gerencial de Equipes que tem data de início agendada para dia 1º de setembro e acontecerá na Fenabrave/SC.

Linha Direta

Fundação Fritz Müller 
(47) 3057-8001 
www.fundacaofritzmuller.com.br

Patrocinado
Patrocinado
Patrocinado